MARCHA QUALITATIVA SISTEM TICA Grupo II

ANÁLISE QUÍMICA I
GRUPO II – VOGEL
SEMIMICRONÁLISE
Prof. Mateus Gomes
2º ano – COTEL
MARCHA QUALITATIVA SISTEMÁTICA
DE SEPARAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE
CÁTIONS DO GRUPO II
Fundamento Teórico: Oscátions Cu2+, Pb2+, Hg2+, Bi3+ e Cd2+ não
precipitam na forma de cloretos através da HCl diluída, mas
precipitam pelo H2S (Ácido sulfídrico), em meio ácido (HCl) com
pH 0,25-0,33, sob forma de sulfetosinsolúveis, constituindo o
Grupo II – A.
Os cátions As+3/+5, Sb+3/+5,
constituem o Grupo II – B.
e
Sn+2/+4
também
precipitam
e
Atenção: O pH em meio extremamente ácido auxilia na
precipitação doscátions do grupo II, pois com a adição de ácido
o sistema é perturbado e tende a buscar em novo equilíbrio
químico, aumentando as chances de precipitação quantitativa
dos sulfetos.
H2S ? 2H+ + S2- MARCHA QUALITATIVA SISTEMÁTICA
DE SEPARAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE
CÁTIONS DO GRUPO II
Agente Precipitante:
Obtenção no próprio meio
reacional por meio de:
a)Aparelho de Kipp:
2HCl + Na2S ? 2NaCl + H2S
b)Hidrólise da tiocetamida a quente:
CH3CSNH2 + H2O ? (b. m 80°C) ? NH4CH3COO + H2S
Há dificuldade em trabalhar com gás
reagente
(H2S-Ácido
sulfídrico),
principalmente em função da sua toxicidade.Então,
buscou-se
adaptações
operacionais/reacionais.
PESQUISA – GRUPO II
1 –Justifique o aquecimento a 80ºC no início do experimento
quando há a precipitação dos sulfetos.
2 – Se no terceiro grupo Btambém ocorre a precipitação dos
Sulfetos insolúveis, justifique como há distinta precipitação
entre este o grupo II A?
3 – Sabendo-se que a sua amostra é composta somente por
Hg2(NO3)2, Bi(NO3)3 eHg(NO3)2, montar um fluxograma
reacional para confirmar a presença destes três cátions
segundo as MQS.
4 – Por que devemos manter o pH extremamente ácido na
precipitação dos sulfetos do grupo II?
5 – Calculea massa necessária para a preparação dos cátions
do grupo II considerando os seguintes compostos: Hg(NO3)2,
Pb(NO3)2, Bi(NO3)3.3H2O e Cd(NO3)2. Sabe-se que para cada
solução devemos ter no…